O

s tempos modernos caracterizam-se por um estilo de vida mais exigente onde a prática de hábitos alimentares tradicionais tem vindo a ser substituída por um consumo exacerbado de produtos alimentares processados de baixo valor nutricional, associado a um menor tempo de preparação e confeção das refeições, simultaneamente com menor dedicação ao entorno familiar.

A gastronomia pertence ao domínio das ciências, da política e da cultura e pode constituir um veículo de promoção de hábitos alimentares e culturais protetores da saúde através da preservação de bons hábitos e tradições alimentares portuguesas de reconhecido valor cultural e enquanto elemento de proteção da saúde.

O consumo de alimentos confecionados de forma inadequada, ao nível da restauração coletiva e/ou particular, contribui para padrões alimentares desadequados e dietas hipercalóricas, ricas em gorduras saturadas e gorduras “trans”, açúcares simples, sal e baixo teor de fibras. Programas que promovam comportamentos alimentares reconhecidamente protetores da saúde, nomeadamente através da preservação da arte da cozinha e da culinária saudável contribuem para melhorar a qualidade e disponibilidade alimentar e nutricional através do ensino de métodos de preparação, confeção e apresentação mais adequados.

adicionar?
Share:

OBJETIVO DO PROJETO

 

De modo a preservar as raízes e tradições alimentares saudáveis tradicionais com a promoção dos seus elementos mais saudáveis (como os hortofrutícolas, as cereais e o azeite), foi realizado em 2009-2010 o projeto Gastronomia Contra a Obesidade. Este projeto incluiu a disseminação da arte culinária e das suas práticas promotoras de saúde, contribuindo também para a preservação da cultura alimentar portuguesa, bem como para a adoção de hábitos alimentares saudáveis, promovendo os produtos nacionais. De igual forma, este projeto enquadrou iniciativas de aconselhamento alimentar e nutricional, ferramenta fundamental na promoção e divulgação das boas práticas e alimentares à comunidade. O principal objetivo deste projeto foi desenvolver em todas as regiões do país programas de suporte e aconselhamento alimentar junto das autarquias locais, Centros de Saúde e escolas no sentido de proporcionar conhecimentos básicos de índole prática sobre os conhecimentos, escolha, preparação e confeção de alimentos saudáveis, tendo por base a riqueza gastronómica e reconhecidamente saudável da alimentação tradicional portuguesa. Desta forma, houve a promoção do consumo de hortofrutícolas, cereais e azeite enquanto ingredientes fundamentais da alimentação tradicional portuguesa, através de oficinas de nutrição de carácter prático e o desenvolvimento de ações práticas de cozinha (ateliers) orientadas por Chefs de renome dirigidas a crianças e adultos que promovam a inclusão na cozinha de hortofrutícolas, cereais e azeite, tendo por base a gastronomia tradicional portuguesa. Com este projeto pretendeu-se atingir todas as Regiões de Saúde do País, . Paralelamente às questões nutricionais foram desenvolvidos workshops sobre alimentação saudável, cursos de cozinha, disponibilização de material de apoio em formato digital (portal na internet) e em suporte de papel (livro) e em complemento a realização de uma conferência internacional.

 

The Winning Formula

The shift to using acquisitions to win both at home and overseas brings with it new and more complicated rules for success. Some companies have watched their deals falter, turning into cautionary tales. CNOOC invested too much in acquiring upstream natural resources, underplaying the risk from the oil price fluctuations that soured its $15.1 billion purchase of Canadian oil and gas producer Nexen. When CMCC bought Paktel, Pakistan’s fifth-largest telecom operator, for $460 million in 2007, the acquisition faltered for many reasons. It lacked a clear investment thesis, for example.

An expanding group of Chinese companies is learning how to avoid such mistakes, however, by applying more rigor to their acquisitions. For example, soon after a consortium including Shanghai Fosun Pharmaceutical acquired Ambrx, a US biopharmaceutical company, in 2015, Fosun named a new CEO and a new chief science officer for Ambrx, both of whom have strong US and China experience and were deftly able to handle the usual cross-cultural issues that surface during most outbound deals.

Incredible Benefits of Project

Data Analytics

Strategy experience and analytical expertise combine to enable decision making and create value.

Revenue Growth

Strategy experience and analytical expertise combine to enable decision making and create value.

Market Expansion

Strategy experience and analytical expertise combine to enable decision making and create value.

Appendix: Where are the deals?

Ride-hailing company DiDi illustrates how some acquirers are exercising far more caution than was common during the first two phases of China outbound M&A. The company made a solid strategic rationale for its recent acquisitions, as spelled out in an investment thesis, and followed up with more stringent due diligence.

While this arrangement works fine for most of Ruyi’s acquisitions, a stronger approach to integration is called for in different situations—for example, when acquiring a technology company in a developed market with the intention of bringing the technology back to China.